domingo, 19 de junho de 2011

Novo Cidade Alerta estreia amanhã na tela da Record!



O apresentador José Luiz Datena retorna a Rede Record após oito anos trabalhando na Rede Bandeirantes. O acordo entre o apresentador e a nova emissora resultou no cancelamento da dívida de 18 milhões de reais que Datena devia à Record pela quebra de contrato em 2003. Com isso, a emissora apertou o passo e adiantou para amanhã a estreia do novo Cidade Alerta, programa que Datena comandou nos anos 90. Junto a ele está o Comandante Hamilton, considerado por muitos o melhor repórter aéreo da televisão brasileira.

Sobre o programa:



O Cidade Alerta entrou no ar em 1995, inicialmente apresentado por Ney Gonçalves Dias, o programa acompanhava tudo o que de mais importante estava acontecendo em São Paulo. Após a saída do apresentador para o SBT, no qual apresentou o Aqui Agora, vários apresentadores ocuparam o cargo de comandante do Cidade Alerta, até que a Record decidiu tirar Datena da área de esportes e colocá-lo no jornalismo policial. O telejornal virou sucesso e alcançou - ao lado do Ratinho Livre - os maiores índices de audiência da emissora depois da compra do canal por Edir Macedo e antes da nova era "global". Após a saida de Datena para a RedeTV! e depois para a Band, o programa foi apresentado por diversos apresentadores, até sair do ar em 2005.

Agora o telejornal retorna a grade da emissora paulista prometendo mesclar jornalismo policial e prestação de serviços.

A estreia é amanhã às 17H.

Confira a participação de Datena no Hoje em Dia.

domingo, 12 de junho de 2011

O que fazer com os eletrônicos que você não usa mais?

Com a evolução da tecnologia os produtos que mais aquecem as vendas do comércio são os eletrônicos. Tem modelos para todos os gostos, idades, estilos e necessidades, como celulares, computadores, pilhas e lâmpadas fluorescentes, por exemplo. Mas o que fazer quando algum desses produtos precisa ser descartado? 

Segundo o biólogo Rafael Bitencourt Vivian, membro da ONG Ita (Interação de Trabalhos Ambientais), o correto é levar o eletrônico até a loja e devolvê-lo, pois a loja repassa o produto ao fornecedor que é obrigado a recolher o material vendido. 

De acordo com o engenheiro florestal Nilvo Tôrres Dorneles, responsável técnico do Departamento de Meio Ambiente, existe uma política nacional que estabelece critérios para que estes produtos sejam vendidos, usados e devolvidos. 

- A lei da logística reversa funciona assim: o produto é fabricado, o distribuidor repassa para as lojas, o comércio em geral, e depois de usados, os produtos são devolvidos pelos usuários - explica. 

Apesar da nova lei, os caçapavanos ainda não têm o hábito de devolver nas lojas os produtos que não podem ser jogados no lixo comum, como lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias, afirmam os proprietários de duas eletrônicas da cidade. Ambos revelam que também encontram dificuldades na hora de descartá-los corretamente. 

Por Eduardo Schneider

sábado, 11 de junho de 2011

Gaúcha quer entrar no BBB12

Abertas desde o final da 11ª edição, as seletivas regionais do reality show Big Brother Brasil 12 se encerraram no dia 26 de maio, e dentre os milhares de candidatos inscritos, uma caçapavana tenta passar para as próximas etapas até entrar na casa mais vigiada do país. 

A estudante Ubirassana Monteiro Carvalho (foto), 20 anos, fã do programa desde a primeira edição, diz que é muito sincera e afirma que vai de qualquer jeito para São Paulo, onde dará uma entrevista para a comissão do programa.          - Eu sou uma guria legal, extrovertida, verdadeira, franca. Tenho um jeito simples, gosto de moda, adoro cantar, gosto de me arrumar, de academia e de estar com os meus amigos. Além disso, sou uma pessoa superpositiva - revela a candidata. O nome exótico da candidata tem origem cigana e foi dado pela mãe e por um cabeleireiro da cidade. Ubirassana afirma que está confiante e crê que conseguirá um lugar entre as selecionadas. A entrevista em São Paulo será entre os dias 18 e 22 de junho. 

Namoro? De jeito nenhum!

Questionada sobre a possibilidade de entrar na casa e chegar à final do BBB, a estudante do EJA responde que tem capacidade e força de vontade de sobra.
- Quero entrar jogando, não tenho medo de polêmicas. Não gosto de panelinhas, vou jogar o jogo valendo e evitando os grupinhos, aqueles “diz-que-me-disse”. Vou tentar me relacionar com todos, ser bem alegre e extrovertida - promete.

Uma situação comum na casa são os relacionamentos afetivos. O confinamento e a distância dos amigos e da família são as justificativas que muitos se apoiam para oficializar pequenos romances. Mas Ubirassana afirma que não toparia arriscar nenhum namoro.          - Namoro? De jeito nenhum! Vida particular, afetiva, é fora do BBB. Não quero me envolver com ninguém na casa, acho que seria meio constrangedor – justifica, com um leve sorriso.

Inspirada na ex-BBB Paulinha, da edição de 2011, pela atitude e perfil da participante, Ubirassana garante que seguirá os mesmos passos de Paulinha, sendo franca e jogando na hora certa. A caçapavana conta que, mesmo não sendo famosa e ainda sem aparecer na mídia, essa semana foi chamada por uma senhora, em frente à rodoviária, para tirar foto e dar um autógrafo.

Mas e quanto ao prêmio? O que ela faria com R$ 1,5 milhão? - Ah, investiria em mim, no meu próprio negócio, talvez uma grife ou uma boutique de moda. E ajudaria o hospital, o asilo das vovozinhas. No fundo, não sei exatamente o que eu faria, acho que guardaria o dinheiro - finaliza a indecisa candidata ao BBB12. 

Por Eduardo Schneider

Elmar Bones, um crítico dos grandes meios de comunicação

O jornalista Elmar Bones, proprietário da editora Já e vencedor do prêmio Esso de Jornalismo, uma das maiores premiações da área, falou na feira do livro sobre o jornalismo cultural, o processo democrático e afirmou ser um crítico severo dos grandes meios de comunicação.
Jornalista é um crítico das grandes redes jornalísticas no país

Bones disse que os meios de comunicação são fundamentais para a consolidação da democracia, porque é através deles que circula a informação. E sem circular uma informação correta e séria é impossível que o processo democrático avance.          - Os grandes meios de comunicação se deixam manipular. Conseguem criar uma crise política num momento importante, mas logo se esquecem. Tenho restrição à eles, porque são avessos às críticas. Sou fã dos veículos que atendem as necessidades de suas comunidades. Além disso, pessoas informadas e bem situadas podem transformar os espaço onde vivem - disse Bones.

O jornalista falou ainda que não falta inteligência para os profissionais, já que os bons estão na imprensa, e sim liberdade para discutir e escolher o que deve ser abordado. Bones encerrou sua participação na feira dizendo que o noticiário brasileiro está na mão de cerca de 200 pessoas. Destacou que sua escola jornalística é como observador da cena, para que possa transmitir a informação com responsabilidade e seriedade ao público, estabelecendo a comunicação de maneira correta e honesta. 

Prefeitura de Caçapava planeja um novo concurso

A Secretaria de Administração está organizando um novo concurso público para a Prefeitura. O edital deve ser divulgado em 60 dias, oferecendo vagas para as áreas da Saúde, Educação e Obras.
De acordo com o secretário Leomar Melo, a realização do concurso se deve à necessidade do Município em preencher cargos que não foram oferecidos na última seleção ou ainda naqueles em que o número de concursados aprovados já se esgotou.
Para os cargos em que houve seleção e ainda há aprovados para serem chamados, não será realizado concurso. Serão oferecidas vagas para agentes comunitários de saúde, médicos, monitores de escolas e operários para atuar em obras e na limpeza das valetas. A Secretaria está se preparando, elaborando o edital. Ainda não está definido o número de vagas - explicou Leomar Melo.
No último concurso da Prefeitura, realizado em março de 2010, houve 4.451 inscritos e foram oferecidas 232 vagas. Os nomeados até agora são nos cargos de técnico em enfermagem, enfermeiros, agentes de saúde, psicólogo, assistente social, serviços gerais, médico pediatra, cirurgião dentista, veterinário, farmacêutico, professor de educação especial, motorista, motorista operador, técnicos em edificações, técnico em contabilidade, agente administrativo tributário, contador, vigilantes, auxiliar da construção civil, marceneiro, professores e auxiliar administrativo.          - Os demais aprovados serão nomeados de acordo com as necessidades das Secretarias e a capacidade de nomeação do Município. O cargo de professor de séries iniciais chamou até o 51º colocado, os agentes de saúde foram chamados todos. Aqueles que passaram e não foram chamados é porque havia somente uma vaga na sua área. Para o cargo de psicólogo está sendo chamado o 16º colocado e auxiliar administrativo foi chamado até o 14º. Neste cargo foram oferecidas 18 vagas - disse a chefe de gabinete Vera Perceval.          O secretário da Administração falou também da importância do candidato ler o edital para ter conhecimento do cargo a ser ocupado. Disse que alguns candidatos aprovados no último concurso foram chamados e acabaram não assumindo a vaga por desconhecerem o edital ou ainda porque já tinham outras atividades e não conseguiram conciliar os horários.
Fonte: Gazeta de Caçapava 

 

Terra Brasil

Seguidores

Quem faz

Quem faz
Eduardo Schneider, acadêmico Letras-UFPEL, 20 anos, cinéfilo e aficionado em leitura e escrita.
É MANCHETE! Copyright © 2010 Caçapava do Sul Rio Grande do Sul Brasil